15Julho2024

  
 

Segurança & Defesa

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Armamento já comprovado é o foco no ARMY 2023

O ARMY-2023 International Military-Technical Forum ainda está em andamento no Patriot Exhibition and Convention Center das Forças Armadas da Federação Russa, mas os primeiros resultados já são garantidores de seu sucesso.

Durante o Forum, o Ministério da Defesa da Rússia assinou contratos com as indústrias de defesa em valor superior a 400 bilhões de rublos. O Tenente-General Anatoly Gulyaev, chefa do Main Armaments Directorate das Forças Armadas russas, esclareceu que segundo esses contratos, as forças militares receberão mais de 2.500 armas e equipamentos novos de fábrica, além de 1,8 milhão de unidades de diferentes tipos de munição (mísseis, projéteis de artilharia, minas, etc.).

A Rosoboronexport assinou diversos contratos com clientes estrangeiros não especificados, no valor de aproximadamente US$600 milhões. Em comparação, na edição 2022 do mesmo evento, a empresa assinou contratos no valor de US$400 milhões. No total, considerando-se todas as edições do Forum, a Rosoboronexport assinou contratos que superam a marca de US$3 bilhões, além de criar uma forte base para a assinatura de novos contratos.

Além disso, no Forum a ROE conduziu apresentações para mais de 30 delegações estrangeiras, e estabeleceu acordos de cooperação industrial, que incluem a produção conjunta de fuzis de assalto Kalashnikov, blindados e mísseis no território dos clientes, bem como a instalação de vários módulos de armamento remotamente controlado, de vários calibres, em chassis disponibilizados pelos parceiros.

Durante seu relatório a Sergei Shoigu, Ministro da Defesa, o Diretor-Geral da Rosoboronexport, Alexander Mikheev, observou que a caderneta de vendas de exportação registra aproximadamente US$50 bilhões, sendo que 75% desse total se refere a produtos para Forças Aéreas e de Defesa Aérea.

Os primeiros dias do Forum demonstraram que os participantes e visitantes professionais haviam mostrado forte interesse em armas já provadas em combate. Alexander Mikheev enfatizou que as armas russas expostas no Army Forum possuíam um histórico bem-sucedido de emprego em combate. “Esse ano, a Rosoboronexport destacou um espaço separado para expor esses armamentos. Estamos mostrando aeronaves, sistemas de defesa aérea e guerra eletrônica, blindados, artilharia, ARP, sistemas anti-drones, armas individuais e equipamento de combate, destacando seu uso em combate segundo informações fornecidas pelo Ministério da Defesa da Federação Russa. Os produtos apresentados já foram submetidos à modernizações e retrofits, levando em consideração o feedback recebido desde a zona da operação militar especial”, disse o CEO da Rosoboronexport.

Entre os produtos mais procurados estão o sistema de defesa aérea Pantsir-S1, que emprega canhões e mísseis e que já provou ser a arma mais eficiente contra diversos tipos de drones. O sistema foi desenvolvido pelo KBP Design Bureau n.a. Academician Shipunov, uma subsidiária da High Precision Weapons (HPW).

Durante o Forum Army-2023, representantes da holding HPW informaram à mídia que está no último estágio de ensaios uma nova variante do sistema Pantsir-S, que se denomina Pantsir-SM-SV, que é especialmente destinado para tropas terrestres e aerotransportadas. “O sistema terá dois tipos de mísseis antiaéreos, e um envelope de engajamento maior”, disse Alexander Leonov, chefe do setor de defesa aérea tática das Forças Armadas russas, em entrevista com o jornal Krasnaya Zvezda, do Ministério da Defesa russo.

O diretor da Rosoboronexport deixou claro que o Forum tem um importante papel no desenvolvimento de cooperação industrial-militar da Rússia com países estrangeiros, graças à oportunidade de demonstrar novos modelos de armamento e equipamento russo aos parceiros.

Espera-se que, em 2030, a proporção de equipamentos russos novos em comparação com itens em produção atual seja de 90% para 10%. A curto e médio prazos, espera-se ver o caça de 5ª geração Su-57E, o cargueiro militar Il-76MD-90A(E), o helicóptero de esclarecimento e ataque Ka-52E, o sistema de defesa aérea Vityaz, o sistema de defesa aérea Pantsir-S1M, a fragata “Project 22356”, e outros produtos”, acrescentou Alexander Mikheev. Segundo ele, nos próximos anos a Rosoboronexport planeja introduzir até 50 novos itens no mercado internacional, incluindo produtos modernizados com base na experiência de combate. “Serão fundamentalmente novas soluções, que mostraram sua elevada eficiência no campo de batalha”, disse ele.

A cada ano, a Rosoboronexport expande sua participação no Forum. Esse ano, mais de 200 produtos foram expostos na área cobe4ta e 16 itens na área externa. Alguns deles foram mostrados pela primeira vez, como elementos do sistema de reconhecimento e direção de tiro para unidades de artilharia, baseado no Planshet-A (visto na foto de Yury Laskin), que é um produto da VNII Signal, subsidiária da High Precision Weapons (Texto: Laguk Media).