04Dezembro2022

 
 
 

Segurança & Defesa

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Primeiro Submarino do PROSUB inicia fase operativa e homenageia Data Magna da Marinha

A Marinha do Brasil realiza, na manhã do dia 1º de setembro, às 10h, na Base de Submarinos da Ilha da Madeira, no Complexo Naval de Itaguaí, Sul do Estado do Rio de Janeiro, a Cerimônia de Mostra de Armamento do Submarino Riachuelo. O evento oficializa a transferência para o setor operativo da Força Naval do primeiro dos quatro submarinos convencionais com propulsão diesel-elétrica previstos pelo Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB). 

A solenidade conta com a presença do Ministro da Defesa, General de Exército Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, e do Comandante da Marinha do Brasil, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, ocasião em que o Riachuelo é incorporado à Armada e sua subordinação transferida ao Comando da Força de Submarinos. 

O Submarino Riachuelo (S-BR1) será o sétimo navio da Marinha a receber este nome, em homenagem à Batalha Naval do Riachuelo, ocorrida em 11 de junho de 1865, durante a Guerra da Tríplice Aliança.  

Os submarinos S-BR são derivados da classe Scorpène francesa, sendo um projeto original da empresa Naval Group, modificado por engenheiros brasileiros. São fabricados no parque industrial do Complexo Naval de Itaguaí pela Itaguaí Construções Navais (ICN).

Características Básicas
O S-BR1 Riachuelo possui um comprimento total de 70,62 metros, diâmetro de casco de 6,2 metros, deslocamento na superfície de 1.740 toneladas e deslocamento em imersão de 1.900 toneladas. Seu sistema de combate é dotado de 6 (seis) tubos lançadores de armas, com capacidade para lançamento de torpedos eletroacústicos pesados, mísseis táticos do tipo submarino-superfície e minas de fundo (Imagens: Marinha do Brasil).