04Dezembro2022

 
 
 

Segurança & Defesa

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Segundo a Rússia, mísseis do sistema Buk-M3 interceptaram projéteis do HIMARS

Diversas agências de notícias da Rússia reproduziram informações de um oficial não identificado tratando da interceptação bem sucedida de um grande número de projéteis disparados pelo sistema americano HIMARS empregado pela Ucrânia. O oficial falou se referia ao sistema missilístico de defesa aérea Buk-M3, sendo essa a primeira vez que as características do sistema foram mencionadas.

O oficial referiu-se aos projéteis do HIMARS como “o alvo mais difícil”, devido ao seu pequeno tamanho, alta velocidade e trajetória de voo. Acrescentou que, finalmente, o Buk-M3 os está abatendo regularmente, embora não tenha sido reportado o número exato de projéteis destruídos.

O Buk-M3 é a mais recente variante do sistema de defesa aérea de alcance médio Buk a ser projetada e produzida pela empresa Almaz-Antey Air & Defense Concern. Existe também uma versão de exportação, conhecida como 9K3217ME ou Viking.

O sistema foi exposto publicamente no salão aeronáutico MAKS 2017 e na feira de defesa ARMY 2018. Segundo fontes ostensivas, o Viking pode atingir aeronaves, mísseis balísticos táticos e alvos terrestres que tenham retorno radar. O sistema pode ser empregado separadamente ou embarcado em viaturas autopropulsadas, com radar próprio, cada uma podendo transportar oito mísseis.

Essas mesmas fontes indicam que o míssil pode engajar aviões com seção radar de 2m2 em alcances de até 65km e altitudes de até 25km. O alcance eficaz contra mísseis balísticos ou de cruzeiro é apontada como sendo, respectivamente, de 25km e 20km. Helicópteros ou ARP podem ser interceptadas a 60km, e em altitudes de até 12km. Até o momento, não foram especificados os clientes de exportação do Viking (Texto e foto: Laguk Media).