19Janeiro2018

 
  

Segurança & Defesa

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

A busca pelo ARA San Juan

Quarenta e três dias após ser recebida a última mensagem vinda do submarino argentino ARA San Juan, a tendência é reduzir cada vez mais a quantidade de meios envolvidos nas buscas. Os Estados Unidos comunicaram à Argentina que nos últimos dias de 2017 retirará da operação o veículo de operação remota CUR V21, que atua a partir do navio americano Atlantis, e que permite examinar contatos até 6.000m de profundidade.

Fontes das Forças Armadas argentinas revelaram quo navio Yantar e o veículo de operação remota Panther Plus (que na última semana do ano estará operando a partir do aviso ARA Islas Malvinas) permaneceriam realizando buscas por quinze dias mais, após o que concluirão sua participação nos esforços.

A Armada Argentina, entretanto, informou que continuarão realizando buscas o contratorpedeiro ARA Sarandi, os avisos ARA Puerto Argentino e ARA Islas Malvinas (esse com o Panther Plus a bordo) e os navios Atlantis e Yantar. O Atlantis concluirá a varredura as áreas a ele designadas e prosseguirá para Comodoro Rivadavia, onde descarregará o CURV 21. OS EUA continuará apoiando as buscas compessoal especializado em planejamento e análise de datos. No seu pico, o esforço internacional chegou a envolver 18 países, com mais de 4.000 homens, 28 navios e dez aeronaves. (Juan Carlos Cicalesi).